Rap (ou poesia?) global

Rap global é o título do livro de poemas (ou rap?) do sociólogo, professor e poeta (ou rapper?) português Boaventura de Sousa Santos.

Boaventura de Souza SantosQuais são, de fato, as interseções artísticas entre o rap e a poesia? Afinal, os versos rimados produzidos na periferia são mesmo literatura?

Boaventura, em entrevista dada ao programa Espaço Aberto Literatura, do canal Globo News, fala sobre o que pretende ao publicar um livro de rap (ou poesia?).

Isso mesmo, o poeta desceu as escadas do ego acadêmico e fez de seu novo livro um ponto de interrogação. Um livro que provoca a crítica literária a pensar ainda mais nas produções artísticas de periferia. Através do heterônimo Queni N.S.L. Oeste – uma alusão ao rapper americano Kanye West – o autor reproduz a fala de um jovem rapper nascido na periferia de Lisboa.

Veja na entrevista à Globonews, pelas palavras de Boaventura, o que representa o Rap global, livro recomendado pelo Literatura no Brasil.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*